ccs-logo

RAÍZES MUSICAIS

Arte: Fernanda Estevam

Raizes Musicais 2017

Mais an­ti­ga ins­ti­tui­ção do gê­ne­ro no Pa­ís, a Es­co­la de Mú­si­ca da UFRJ co­me­mo­ra, de 7 a 11/8 os 169 a­nos de a­ti­vi­da­de i­nin­ter­rup­ta. Com o te­ma Ra­í­zes Mu­si­cais, a in­ten­sa pro­gra­ma­ção, que pro­me­te a­gra­dar a­o es­pec­ta­dor mais e­xi­gen­te, re­ve­ren­ci­a os com­po­si­to­res Jo­sé Mau­rí­cio Nu­nes Gar­ci­a (1767-1830), Hei­tor Vil­la Lo­bos (1887-1959), Os­car Lo­ren­zo Fer­nan­dez (1897-1948) e Al­fre­do da Ro­cha Vi­an­na Fi­lho, o Pi­xin­gui­nha (1897-1973). A en­tra­da é fran­ca em to­dos os e­ven­tos.

Pa­ra a vi­ce di­re­to­ra An­dre­a A­dour, u­ma das or­ga­ni­za­do­ras das fes­ti­vi­da­des, a lon­ge­vi­da­de da ins­ti­tui­ção é fru­to de su­a vi­ta­li­da­de. Um fei­to no­tá­vel, se­gun­do e­la, em um pa­ís que es­ta­be­le­ceu mui­to tar­di­amen­te seu sis­te­ma u­ni­ver­si­tá­rio.

“Pas­sa­ram pe­la Es­co­la gran­des com­po­si­to­res, re­gen­tes, e­du­ca­do­res e in­tér­pre­tes”, lem­bra com or­gu­lho. Pa­ra ci­tar al­guns: Fran­cis­co Ma­nu­el da Sil­va, An­tô­nio Car­los Go­mes, Fran­cis­co Bra­ga, Le­o­pol­do Mi­guez, Al­ber­to Ne­po­mu­ce­no, Lu­ci­a­no Gal­let, Lo­ren­zo Fer­nan­dez, Luiz Hei­tor Cor­rêa de A­ze­ve­do. Ain­da ho­je a EM é res­pon­sá­vel pe­la for­ma­ção dos mais im­por­tan­tes mú­si­cos bra­si­lei­ros. Os 26 cur­sos de ba­cha­re­la­do e o de li­cen­ci­a­tu­ra mu­si­cal, to­dos com con­cei­to su­pe­ri­or a 4 (número má­xi­mo de 5) na a­va­li­a­ção do MEC, re­a­fir­mam co­ti­di­a­namen­te su­a ex­ce­lên­cia.

Concertos

In­tei­ra­mente de­di­cado a Nunes Garcia o con­certo de aber­tura acon­tece, dia 07, às 18h, na Igreja de Nossa Se­nhora do Carmo da An­tiga Sé. Nela o com­po­sitor atuou como mestre de ca­pela e or­ga­nista, quando Ca­pela Real e Ca­te­dral da ci­dade, sob D. João VI, e Ca­pela Im­pe­rial, sob D. Pedro I. Ponto alto do pro­grama, a Or­questra Sinfô­nica da UFRJ (OSUFRJ), com re­gência de Er­nani Aguiar, e o Coral Brasil En­semble, com di­reção de Maria José Che­vi­ta­rese, exe­cuta as Ma­tinas de Santa Ce­cília. Es­treia bra­si­leira, a obra foi edi­tada por Aguiar e Aluízio Vi­egas a partir de có­pias ma­nus­critas en­con­tradas em São João del-Rei.

Os de­mais con­certos estão mar­cados para o Salão Le­o­poldo Mi­guez, sempre às 19h. Dia 08, Ver­sushka Mai­nhard (so­prano), Ri­cardo Tutt­mann (tenor) e Luiz Se­nise (piano) ho­me­na­geiam Ca­margo Guar­nieri, Fran­cisco Mig­none, José Si­queira, Lo­renzo Fer­nandez, Os­valdo La­cerda e Villa-Lobos. No dia se­guinte, Aloysio Fa­ger­lande (fa­gote), Edu­ardo Mon­teiro (flauta) e Cris­tiano Alves (cla­ri­neta) exe­cutam obras de Lo­renzo Fer­nández, Ri­cardo Ta­cu­chian e Villa-Lobos. Dia 10, o pi­a­nista Giulio Draghi in­ter­preta peças de Mu­rilo Santos e Ale­xandre Ra­chid im­pro­visa a partir do tema do Tren­zinho Cai­pira, de Villa-Lobos. For­mada por es­tu­dantes de ins­tru­mentos de cordas a Or­questra Fila Harmô­nica en­cerra dia 11 a pro­gra­mação com obras de Cláudio San­toro, Er­nani Aguiar, Fran­cisco Mig­none e Villa-Lobos.

Pixinguinha

Rodas de choros em ho­me­nagem a Pi­xin­guinha agitam o hall do Prédio Prin­cipal no ho­rário do al­moço, re­vi­ta­li­zando o es­paço que já foi palco de es­pe­tá­culos me­mo­rá­veis. São muitos tim­bres e for­ma­ções que pas­seiam, sempre das 12h30 às 13h30, por seu le­gado. Dia 07, Hen­rique Cazes (ca­va­quinho) e Mar­cello Gon­çalves (vi­olão 7 cordas) apre­sentam o es­pe­tá­culo Pi­xin­guinha de Bolso com mú­sicas do CD homô­nimo. Dia 08, é a vez do Sô­dade Bra­silis, grupo ofi­cina co­or­de­nado por Sérgio Al­vares. Dia 09, o show Pi­xin­guinha nas Cordas com o grupo de Cordas De­di­lhadas da EM, for­mado por Paulo Sá (ban­dolim), Mar­cello Gon­çalves (vi­olão 7 cordas), Bar­to­lomeu Wiese (vi­olão), Marcus Ferrer (vi­o­lões), Hen­rique Cazes (ca­va­quinho) dentre ou­tros. Dia 10, Aloysio Fa­ger­lande (fa­gote), Edu­ardo Mon­teiro (flauta), Pedro Bit­ten­court (sa­xo­fone), Cris­tiano Alves (cla­ri­nete) mos­tram a pro­dução para so­pros do com­po­sitor. Por fim, dia 11, Sheila Za­gury, Matheus Mar­tins, Da­nilo Klem, Raphael Santos, alunos, ex-alunos e pro­fes­sores da UFRJ co­locam Pi­xin­guinha na roda.

Ainda no dia 07, às 15h, e na Sala da Congregação, a coordenadora da área de Música do Instituto Moreira Salles (IMS), Bia Paes Leme, realiza uma visita guiada ao Portal Pixinguinha (www.pi­xin­gui­nha.com.br) inau­gu­rado re­cen­te­mente. O site, uma ini­ci­a­tiva do IMS, guar­dião do acervo do autor de Ca­ri­nhoso desde 2000, pro­move um mer­gulho na sua vida e obra.

Mesas

Com co­or­de­nação do Pro­grama de Pós-gra­du­ação em Mú­sica (PPGM) e do Pro­grama de Pós-gra­du­ação Pro­fis­si­onal em Mú­sica (PROMUS) as mesas-re­dondas, mar­cadas para a Sala da Con­gre­gação, ana­lisam a pro­dução dos ho­me­na­ge­ados. Dia 08, às 15h, a pro­dução ca­me­rís­tica para so­pros, canto e piano de Lo­renzo Fer­nandes é o as­sunto. Com mo­de­ração de Luis Carlos Justi, os con­vi­dados es­pe­ciais são Ma­rina Lo­renzo Fer­nandez, filha do com­po­sitor, e Marcos Filho. Os par­ti­ci­pantes, Ve­rus­chkia Mai­nhard, Mi­riam Grosman, Cesar Bonan, Tiago Tei­xeira, Je­ferson Souza e Silas Bar­bosa. Um pouco de­pois, às 16h30, com foco em Fan­tasia Con­cer­tante (1953), os de­sa­fios das trans­cri­ções das obras de Villa-Lobos serão dis­cu­tidos. Par­ti­cipam Aloysio Fa­ger­lange, Cris­tiano Alves, Cesar Bonan e Ri­cardo Bal­les­teros. No dia 09, às 15h, em tela a mú­sica de Pi­xin­guinha. Mo­de­ração, Márcia Ta­borda. Con­vi­dados, Vir­ginia de Al­meida Bessa, Hen­rique Cazes e Paulo Aragão. Às 16h30, Er­nani Aguiar, Al­berto Pa­checo e André Car­doso de­batem a obra de Nunes Garcia. Co­or­de­nação de Suely Franco e mo­de­ração de Maria Alice Volpi.

Viva la mamma, de Ga­e­tano Do­ni­zetti, é o foco do dia 10. A peça foi en­ce­nada este ano pelo pro­jeto Ópera na UFRJ, que reúne do­centes, es­tu­dantes e téc­nicos das Es­colas de Mú­sica, Co­mu­ni­cação e Belas Artes e está na vi­gé­sima edição. Às 15h, serão co­men­tados frag­mentos da ópera por Bidi Buj­nowsky, Livia Charret e Ubi­ratã Ro­dri­gues; às 16h30, An­drea Adour, Er­nani Aguiar e Da­niel Sal­gado dis­cutem o pro­jeto.

SERVIÇO - Escola de Música da UFRJ: Rua do Passeio, 98, Cen­tro, Rio de Janeiro, RJ, Tel.(21) 2262-8742. I­gre­ja Nos­sa Senho­ra do Car­mo da An­ti­ga Sé, Rua Sete de Setembro, 14, Rio de Janeiro, RJ.