ccs-logo

DESCARTE DE RESÍDUOS: TEMA CENTRAL DO I SIMPÓSIO DE BIOSSEGURANÇA DO CCS

Descarte de Residuos - Tema Central do I Simposio de Biosseguranca do CCS 1 2017

Profª Bianca Ortiz, coordenadora de Biossegurança do CCS

Descarte de resíduos foi tema do I Simpósio de Biossegurança do CCS - Centro de Ciências da Saúde -, realizado 22/11, no Auditório Prof. Rodolpho Paulo Rocco, no prédio do CCS, no campus da Cidade Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão. Na abertura do evento esteve a decana do CCS, profª Maria Fernanda Santos Quintela da Costa Nunes; o pró-reitor de Pessoal (PR-4), Agnaldo Fernandes; Odair Segantini, coordenador de resíduos da ABRELPE; Maria Cecília Tavares, da USP; e a profª Bianca Ortiz, coordenadora de Biossegurança do CCS.

Descarte de Residuos - Tema Central do I Simposio de Biosseguranca do CCS 2 2017

Profa. Maria Cecília Cavalheiro, da Universidade de São Paulo

A coordenadora Bianca Ortiz diz que “a biossegurança do CCS tem como missão precípua a divulgação e atualização de informações, normas e procedimentos de biossegurança visando a melhoria da qualidade das atividades exercidas no CCS, bem como a minimização dos danos que podem ser causados ao meio ambiente e à saúde da população. Com esse objetivo, a coordenação tem elaborado folhetos informativos, normativas, atualização da página no site do CCS para divulgação de informações de maneira online e organização de eventos abertos ao público geral. A fim de consolidar as atividades da coordenação e fomentar a discussão sobre alternativas da temática de descarte de resíduos propomos a realização do I Simpósio de Biossegurança do CCS: Descarte de Resíduos”.

E garante que o evento atingiu seus objetivos, tendo participantes da UFRJ e de outras importantes universidades e instituições do Rio de Janeiro, como FIOCRUZ, UFF, UERJ, entre outros. Os assuntos abordados foram de extrema relevância para a comunidade da UFRJ e participantes externos com orientações a respeito do descarte de resíduos químicos, biológicos e radioativos.

Descarte de Residuos - Tema Central do I Simposio de Biosseguranca do CCS 3 2017

Dr. Odair Luiz Segantini, coordenador de resíduos especiais da ABRELPE

“O evento - disse Bianca Ortiz - contou com a presença do dr. Odair Luiz Segantini, que é coordenador de resíduos especiais da ABRELPE. Ele abordou o panorama do descarte de resíduos comuns e recicláveis no Brasil em 2016. A profa. Maria Cecília Cavalheiro, da Universidade de São Paulo, discorreu sobre as inciativas da USP para otimização do descarte de resíduos, através da criação de um Laboratório de Resíduos Químicos. A dra. Camila Salata, tecnologista da Comissão Nacional de Engenharia Nuclear (CNEN), abordou a extensa legislação e os procedimentos para descarte de resíduos radiativos. E a dra. Maria Eveline de Castro Pereira, do Instituto Oswaldo Cruz, abordou o descarte de resíduos infectantes. Todos desempenham papel fundamental nas suas respectivas instituições e trouxeram informações de grande relevância no que diz respeito ao descarte de resíduos”.

Ao final do Simpósio, a drª Bianca Ortiz da Silva, apresentou um panorama sobre o descarte de resíduos químicos e biológicos no Centro de Ciências da Saúde. A palestra teve o intuito de divulgar e conscientizar, tanto a comunidade da UFRJ quanto todos os presentes sobre a necessidade de se descartar, tratar e dispor adequadamente os resíduos, para manter as condições ótimas de biossegurança na comunidade.

A plateia proporcionou bom resultado do evento, expondo dúvidas, fazendo perguntas e comentários sobre descarte de resíduos químicos, radiológicos e biológicos. E os palestrantes, contribuíram para um melhor gerenciamento desses resíduos. Ficou, assim, um legado para que cada um dos 140 participantes se transforme em multiplicador das informações compartilhadas no simpósio em seu local de trabalho. E cabe registrar, também, exemplos de como o gerenciamento de resíduos ocorre em outras universidades e instituições, podendo ser utilizadas em prol da comunidade do CCS.

“Valeu o esforço da equipe da Biossegurança do CCS no empenho para a realização do simpósio, assim como de outros parceiros da UFRJ”, concluiu a coordenadora de Biossegurança do CCS, drª Bianca Ortiz.