ccs-logo

COPPE/UFRJ solidária com a UERJ

COPPE-UFRJ solidaria com a UERJ 2017

Nesta quinta-feira, dia 3/8, a Coppe/UFRJ inicia campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis em solidariedade aos servidores da UERJ, que há meses estão sofrendo com seus salários atrasados e precárias condições de sobrevivência. A campanha acontecerá até o dia 9/8, das 9 às 16 horas. Para este período a Coppe disponibilizou dois locais para receber as doações: hall de entrada da Coppe, no Bloco G, Centro de Tecnologia (CT), e o primeiro andar do CGTEC, no Centro de Tecnologia 2, ao lado do caixa eletrônico do Banco do Brasil. Ambos ficam na Cidade Universitária, na Ilha do Fundão. Devido às precárias condições de manutenção, a UERJ suspendeu o início do ano letivo de 2017, que começaria já com atraso no dia 1º de agosto. Desde 2015 a instituição vem sofrendo problemas de repasses de verbas para custeio.

Cartaz em anexo.

ATIVIDADE DA LIAG

Atividade LIAG 2017

A LiAG - Liga Acadêmica de Geriatria e Gerontologia, está com inscrições abertas para alunos de qualquer período interessados na área da saúde.

Confira as atividades no cartaz em anexo.

PALESTRA NO HÉLIO FRAGA, 1º/8

Palestra no Helio Fraga 1-8 - Santiago Castroviejo 2017

A direção do Instituto de Biologia, unidade acadêmica vinculada ao Centro de Ciências da Saúde (CCS), convida a todos para a palestra do prof. dr. Santiago Castroviejo (PUC-RS) sobre "Alinhamento de sequências de DNA: A Cinderela da Filogenética", no dia 1º de agosto, terça-feira, no Auditório Hélio Fraga, na Entrada do Bloco K do Prédio do CCS, na Cidade Universitária, na Ilha do Fundão.

Confira no cartaz em anexo.

Evento imperdível!!!

Coppe: especialistas em biofármacos e vacinas

Coppe - Especialistas em biofarmacos e vacinas 2017

A Coppe/UFRJ promove, de 31 de julho a 4 de agosto, a sétima edição do International School on Production of Biologicals, que reunirá no Rio de Janeiro especialistas de vários países para debater os avanços e desafios nas pesquisas e produção de biofármacos e vacinas. O evento será realizado no auditório da Coppe, no Centro de Tecnologia 2 (CT2), na Av. Moniz Aragão, 360, Cidade Universitária. 

Organizado pela professora Leda Castilho, do Programa de Engenharia Química da Coppe, o seminário discutirá os seguintes temas: fundamentos de produtos biotecnológicos para a saúde (segunda-feira); Tecnologias de produção (terça); Biofármacos (quarta); Vacinas (quinta-feira); Outros produtos biológicos e aspectos regulatórios (sexta). As palestras serão proferidas, das 9h30 às 17h, e seguidas pela apresentação de estudos de caso das 17 às 19h. 

Com cerca de 200 participantes, o evento contará com a presença de renomados cientistas como Barney Graham, vice-diretor do Vaccine Research Center do National Institutes of  Healh (NIH), dos EUA, que desenvolveu uma vacina para Zika, já em fase 2 de testes clínicos em seres humanos; Manuel Carrondo, professor do Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica (iBET), de Portugal, que atualmente desenvolve uma vacina universal para o combate ao vírus influenza (gripe); Ernesto Chico, do Centro de Imunologia Molecular (CIM) de Cuba, que desenvolve e produz em escala industrial biofármacos e vacinas para câncer e outras doenças vendidos em vários países do mundo; Brandon Dekosky, pesquisador do Kansas Vaccine Center, dos EUA, que inventou uma tecnologia de alto rendimento (high throughput) para analisar cada célula produtora de anticorpos do sistema imune, permitindo a descoberta de novas vacinas e de potentes anticorpos. Em seis edições anteriores, o seminário promovido pela Coppe já reuniu cerca de 800 pesquisadores de todos os continentes. Confira a programação em:

http://www.peq.coppe.ufrj.br/biopharma/programme.html

Produzidos apenas por um pequeno número de países, os biofármacos respondem por vendas estimadas em US$ 220 bilhões em 2017, representando cerca de 20% das vendas da indústria farmacêutica mundial. Os produtos biológicos são, em alguns casos, uma alternativa moderna aos medicamentos convencionais produzidos por síntese de substâncias químicas. Em outras situações, eles são a única terapia disponível.

O governo brasileiro gasta cerca de R$ 8 bilhões por ano com a compra de medicamentos biológicos, que são distribuídos gratuitamente pelo SUS, e cujos princípios ativos são todos importados. Devido à sua complexidade e alto custo, os medicamentos biológicos representam apenas 4% da quantidade de medicamentos distribuída pelo SUS, porém consomem 51% do orçamento do Ministério da Saúde gasto com medicamentos.  

A professora Leda Castilho coordena o Laboratório de Engenharia de Cultivos Celulares (Lecc) da Coppe/UFRJ. Há mais de uma década, este laboratório vem desenvolvendo projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação para o estabelecimento de tecnologias voltadas para a produção de biofármacos, anticorpos monoclonais, terapias celulares e vacinas. Exemplos de trabalhos do Lecc compreendem novas vacinas para os vírus Zika e da febre amarela, assim como biofármacos para doença de Gaucher e hemofilia.

Leda está de volta à Coppe, após ter passado um ano de estágio sabático de pesquisas no Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês), Maryland (EUA), trabalhando no desenvolvimento de uma vacina a base de DNA contra o vírus Zika.

SARAU NOEL ROSA

Sarau-Noel-Rosa 2017

A direção da Faculdade de Medicina, unidade acadêmica vinculada ao Centro de Ciências da Saúde (CCS), convida para o SARAU NOEL ROSA que se realizará dia 2/8, quarta-feira, das 13 às 17 horas, no Auditório do Bloco N, anexo ao Prédio do CCS.

Confira o cartaz em anexo.