ccs-logo

Construtores do IBCCF

Construtores do IBCCF 2017

Exposição “A história da Ciência no Brasil: o capítulo do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho”, baseada no livro “Construtores do IBCCF, volume I”

O II volume do livro Construtores do Instituto Biofísica Carlos Chagas Filho foi lançado pela direção do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, dia 16/5, realizando, na ocasião, a inauguração da Vitrine “Memorial Darcy Fontoura de Almeida”, um local de memória em homenagem a um dos personagens da publicação, localizado no IBCCF, unidade acadêmica do Centro de Ciências da Saúde - CCS.

O livro, organizado pelo prof. Wanderley de Souza e pela drª Daniele Botaro, conta a história de 17 pesquisadores do IBCCF que se dedicaram à ciência, pesquisa e ensino. Construíram, inicialmente, com Carlos Chagas Filho, o IBCCF que, ao longo de seus 70 anos de existência, se tornou um centro de excelência em ensino e pesquisa científica, não só no Brasil, mas também em nível internacional. 

O livro é a narrativa de entrevistas com os pesquisadores ou notas biográficas com relatos de trajetórias profissionais abordando dificuldades e influências das escolhas, passando por questões relacionadas à vida profissional. É uma leitura agradável que insere o leitor num bate-papo informal durante uma conversa. 

Como foi expresso no prefácio do livro pelas palavras do diretor, prof.Celso Caruso Neves e profa Sandra Azevedo, “o Instituto de Biofísica aglutinou pesquisadores com diferentes habilidades o que foi fundamental para a construção da sua multidisciplinaridade e para sua inserção nacional e internacional”.

Neste contexto, a publicação é um resgate à história da criação e construção do IBCCF e sua importância é preservar a memória e revelar a história da ciência em contextos sociais e políticos específicos, as dificuldades e trajetórias que foram tomadas para o estabelecimento da ciência e ensino não só no IBCCF, mas na UFRJ e, consequentemente, no Brasil. 

Segundo contam prof. Wanderley de Souza e dra Daniele Botaro na apresentação deste livro, “Este resgate histórico teve início com a publicação Recordações de Carlos Chagas Filho, publicada em 2010 e continuou com Construtores do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, publicado em 2013, ambos organizados por Darcy Fontoura de Almeida e Wanderley de Souza”.

O livro lançado em 2013, referente ao primeiro volume, conta a história de 19 pesquisadores do IBCCF, os primeiros a construir o Instituto de Biofísica, juntamente com seu fundador, Carlos Chagas Filho. O diferencial é que foi uma homenagem póstuma e a narrativa totalmente baseada em relatos e notas biográficas.

Em dezembro de 2015, o IBCCF inaugurou a exposição interativa “A História da Ciência no Brasil: o capítulo do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho”, desenvolvida e localizada no Espaço Memorial Carlos Chagas Filho (EMCCF), museu de história da ciência, divulgação científica e extensão do IBCCF. Esta exposição é baseada no primeiro volume do livro Construtores do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho e aborda, através de atividades interativas e experimentação, as áreas das ciências da vida que os pesquisadores desenvolveram no Instituto. O grande objetivo da exposição é preservar a memória do IBCCF e popularizar o trabalho e a Ciência de seus primeiros pesquisadores e construtores, promovendo o desenvolvimento e a ampliação da popularização da História da Ciência Brasileira.

O livro Construtores do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, volume II, está sendo distribuído pela equipe do EMCCF, que éum museu que mantém a memória e preservação de acervo histórico e científico do IBCCF, e realiza atividades interativas e de experimentação com temas de ciências que são desenvolvidas no instituto. Está aberto ao público em geral 2ª a 6ª feiras, de 10 às 16h. Os agendamentos de escolas públicas e particulares são feitos através do email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Erika Negreiros - Doutora em Ciências Morfológicas - ICB/UFRJ e Especialista em Divulgação Científica e Extensão. Coordenadora do Espaço Memorial Carlos Chagas Filho (EMCCF-IBCCF)

70 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO À CIÊNCIA

70 anos de Contribuicao a Ciencia 1 2017

Colegas professores, alunos, amigos e autoridades se confraternizaram com o prof. Eliézer J. Barreto na comemoração do seu septuagésimo aniversário, dia 23/5, no Auditório Prof. Hélio Fraga, no Centro de Ciências da Saúde. E, na oportunidade, foi realizado o Workshop 70 anos de contribuição à ciência, em homenagem ao aniversariante, que mereceu conferências proferidas pelos profs. Reinaldo Guimarães (UERJ), Maria Domingues Vargas (UFF) e Paulo Roberto Ribeiro Costa (UFRJ). A carreira científica do prof. Eliézer Barreiro foi contada e referenciada pelo amigo e prof. Paulo Costa; e sua trajetória de vida sumarizada no vídeo de autoria de Lethycia Tannuri (https://youtu.be/cfyrFbU0y5Q).

Eliezer J. Barreiro nasceu no Rio de Janeiro, em maio de 1947. É farmacêutico, bacharelado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e mestre em Ciências em Química de Produtos Naturais, também pela mesma instituição. Docteur d´État des Sciences, Chimie Médicale na Université Scientifique et Médicale de Grenoble, França (1978). É professor titular concursado da UFRJ, desde 1986, integrando o Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Autor e co-autor de 323 artigos científicos publicados em periódicos indexados. Tem índice h= 37 com 5987 citações no Scopus (30/05/2017). É autor de 12 capítulos de livros sobre Química Medicinal e autor de cinco livros publicados: Química Medicinal: as bases moleculares da ação dos fármacos, 1a, 2a e 3a edição, ISBN 9788582711170, 2015, Editora Artmed, Porto Alegre, RS e Práticas de Química Farmacêutica y Medicinal, CYTED, setembro de 2002, Química e Saúde, SBQ, 2014. Inventor/co-inventor de ca. 23 pedidos de patentes depositados no INPI (BR), de vários PCTs e de patente concedida pelo USPTO, número 7.091.238 de 15 de agosto de 2006, intitulada Thienylhydrazone with digitalis-like properties (positive inotropic effects), novo candidato a fármaco cardioativo (LASSBio-294). Orientou/co-orientou ca. 96 pós-graduandos (63 dissertações de mestrado / 33 teses de doutorado), vários trabalhos de iniciação cientifica (> 95) nas áreas da Química Medicinal, Ciências Farmacêuticas, Biofísica, Farmacologia e Química Medicinal.

Eliézer é Oficial Grã Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico da Presidência da República do Brasil; membro associado estrangeiro da Real Academia de Farmácia de Castilla y Leon da Espanha, Comenda do Mérito Farmacêutico do Estado de Pernambuco (CRF-PE) em 2010; membro titular da Academia Brasileira de Farmácia Militar com a cadeira número 67; detentor do Prêmio 30 Anos da FAPERJ como Cientista da área de Ciências Exatas; Prêmio Senior BrazMedChem pela contribuição à Química Medicinal, Divisão de Química Medicinal da SBQ; Prêmio Rheinboldt-Hauptmann, Instituto de Química da Universidade de São Paulo, SP

Ele é membro titular da Academia Brasileira de Ciências, desde 2001. É pesquisador 1A do CNPq desde 1986. Cientista do Nosso Estado, FAPERJ (2012-2014; 2014-2016); membro do Conselho da Agência UFRJ de Inovação 2011-2013 e 2014-2016; membro do Comitê Assessor da área de Farmácia do CNPq (2014-2018) e Coordenador desde 2015; membro do Comitê Assessor de Editoração do CNPq (2013-2016). Membro da Comissão Científica do Centro de Desenvolvimento de Tecnologias para a Saúde (CDTS) da Fiocruz; membro do Conselho Técnico Científico (CTC) do LNCC. É coeditor da Revista Virtual de Química (SBQ). Membro do Corpo Editorial de Journal of Braz. Pharm. Sci (USP), Archiv der Pharmazie - Chemistry in Life Sciences, Wiley e Drug Design Methodologies, Frontiers in Medicinal Chemistry

Em suas atividades colaborou com ca. 380 pesquisadores internacionais. É fundador e Coordenador Científico do Laboratório de Avaliação e Síntese de Substâncias Bioativas (LASSBio) da UFRJ, criado em 19 de abril de 1994. É o idealizador e coordenador da Escola de Verão em Química Farmacêutica Medicinal (EVQFM), desde 1994, atingindo 22 edições ininterruptas. Chair do 8th Brazilian Symposium on Medicinal Cemistry (BrazMedChem2016), novembro 2016. É Editor do Portal dos Fármacos, observatório-web de divulgação e popularização das Ciências dos Fármacos e Medicamentos. É Coordenador Científico do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Fármacos e Medicamentos (INCT-INOFAR, http://www.inct-inofar.ccs.ufrj.br) e de diversos projetos interinstitucionais no Brasil e no exterior, concluídos ou em andamento.

70 anos de Contribuicao a Ciencia 2 2017

Os diferentes aspectos da Revolução Russa

Os diferentes aspectos da Revolucao Russa 2017

A exposição A Revolução em Imagens amplia o debate sobre os 100 anos da Revolução Russa, já em exibição, e cobrirá em atenção, nos dias 7 e 21 de junho, dois seminários com a presença de professores, pesquisadores e especialistas que a Decania do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) realizará. O objetivo é discutir diferentes aspectos deste fato histórico que influenciou os rumos de todo o século XX. Na contemporaneidade, a questão que se coloca é de que maneira o legado daquele movimento de trabalhadores, intelectuais, artistas e demais atores sociais contribuirá para a redefinição geopolítica e para a luta de classes no século XXI em um momento de inegável crise do modo de produção capitalista.

Na parte da manhã do dia 7, os professores Lincoln de Abreu Pena (UFRJ), Henrique Canary (USP), Carlos Serrano Ferreira (UFRJ) e Graziela Schneider Urso (UFRJ) debatem “A história da Revolução Russa (1917-24). À tarde, os professores Anita Leocádia Prestes (UFRJ), José Paulo Netto (UFRJ) e Carlos Addor (UFF) participam da mesa “A Revolução Russa e Brasil”. Também estão confirmados os lançamentos dos livros “A revolução das mulheres: emancipação feminina na Rússia soviética: artigos, atas, panfletos e ensaios”, organizado por Graziela Schneider Urso; e “Olga Benario Prestes: uma comunista nos arquivos da Gestapo”, de Anita Leocadia Prestes.

Já no dia 21, a programação da manhã terá a mesa “Revolução e o mundo”, que contará com a presença dos professores Marcelo Bráz (professor da Escola de Serviço Social da UFRJ), Carlos Eduardo Martins (sociólogo e professor de Economia Política Internacional da UFRJ), Eduardo Serra (pró-reitor de Graduação da UFRJ e integrante do Partido Comunista Brasileiro) e Vantuil Pereira (historiador e diretor do Nepp-DH/UFRJ). Na parte da tarde, a mesa “Perspectivas do socialismo contemporâneo” contará com a presença dos professores Valério Arcary (Instituto Federal de São Paulo) e Juliano Medeiros (historiador, doutor em Ciência Política e professor da Fundação Lauro Campos).

Local: Auditório Professor Manoel Maurício de Albuquerque

 

A revolução em imagens

 

O Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) está realizando, no período de 3 de maio a 28 de julho, o evento “Revolução em Imagens”, que consiste na exposição de fotografias e cartazes e na exibição de filmes seguida de debates sobre a Revolução Russa de 1917. No acervo estão cerca de 30 imagens impressas e cerca de outras 50 em mídias audiovisuais, sobre o tema. O material encontra-se em exibição no Espaço Memória, Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza, localizado no 2º andar do prédio da Decania do CFCH.

São realizadas visitas guiadas com estudantes da rede estadual nos períodos da manhã e da tarde. Em todas as “Quartas Vermelhas” acontecem sessões de filmes sobre a Revolução de 1917 seguidas de debates com especialistas e o público.

Além de buscar uma troca de saberes interdisciplinares entre diversas unidades da comunidade universitária, as atividades têm essencialmente um caráter extensionista por meio da interlocução com escolas de ensino médio, movimentos sociais e entidades de classe.

Confira cartaz e programação completa em anexo.

Semana do Meio Ambiente

Semana do Meio Ambiente 1 2017

O Parque Tecnológico da UFRJ realiza, entre os dias 5 e 9 de junho, diversas ações para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho. Serão realizadas várias atividades, entre elas debate sobre meio ambiente e exibição de filme sobre o tema, plantio de árvores, criação de uma horta comunitária, corridas com a equipe de educação física da UFRJ e um encontro sobre empreendedorismo, sustentabilidade, agricultura dentro das cidades e fabricação de cerveja artesanal. A evento é uma parceria entre o Parque Tecnológico da UFRJ, as empresas Siemens e Paysagem, a Prefeitura Universitária, os projetos Organokits, Recicla CCS e HUB UFRJ, o Laboratório Ecoaplicada e a Escola de Educação Física da UFRJ.

Para participar das atividades basta se inscrever no link https://danielle182.typeform.com/to/QWhZRC.

Eis a programação completa

Dia 5 de junho

10h às 11h - Palestra sobre eficiência energética e sustentabilidade 

Local: Auditório da Siemens – Parque Tecnológico da UFRJ

11h – jornal interativo de realidade aumentada onde os visitantes poderão interagir com notícias ligadas aos temas sustentabilidade e meio ambiente. 

Local: Siemens 

Dia 6 de junho 

9h às 10H – Inauguração da Horta Comunitária do parque com oficinas de práticas sustentáveis, plantio de mudas e adoção de uma muda árvore de reflorestamento que será plantada no dia 21 de setembro, dia da árvore. 

Local: Horto do Parque

10h30 às 11h30 – Encontros na Horta Comunitária com alunos da escola Tenente Antônio João para o projeto Horta Escolar. 

Local: Horto do Parque. 

Dia 07 de junho 

13h às 15h – Plantio de mudas de árvores na Orla do Parque 

Local: Ponto de encontro no prédio da administração do Parque.  

Dia 8 de junho

10h às 11:30 – Esporte de Orientação – corrida e caminhada praticada em contato direto com a natureza contando somente com um mapa e uma bússola. A modalidade esportiva usa a própria natureza como campo de jogo, com isso criou-se o conceito da preservação do meio ambiente entre seus praticantes. A atividade será orientada por uma equipe do curso de educação física da UFRJ. 

Ponto de encontro: Prédio da Administração do Parque

17h30 às 20h- Hubber - Bate papo sobre produção de alimentos dentro das cidades, arquiteturas associadas a agricultura urbana e degustação de cerveja artesanal 

Local: Espaço HUB UFRJ

Dia 9 de junho 

11h às 12:30 – Cine Recicla: Exibição do filme Lixo Extraordinário seguido de debate sobre sustentabilidade e meio ambiente. 

Local: Auditório do Parque Tecnológico da UFRJ

Semana do Meio Ambiente 2 2017

Conhecendo a UFRJ

Foto: Diogo Vasconcellos - CoordCOM/UFRJ

Conhecendo a UFRJ 2017

No período de 23 a 25/5 foi realizado o projeto Conhecendo a UFRJ, tendo como objetivo orientar os estudantes sobre cursos e possibilidades da Universidade. A mesa de abertura foi composta pelo reitor da UFRJ, pró-reitores de Graduação, Pós-Graduação e Extensão, pela superintendente da Superintendência-Geral de Políticas Estudantis, além de representantes do Centro de Ciências da Saúde e da Escola de Educação Física e Desportos, unidade acadêmica do CCS que sediou o evento.

Os discursos de abertura enfatizaram que a UFRJ deve ser pública, gratuita, de qualidade e crítica, a fim de garantir uma sociedade mais justa. O reitor Roberto Leher destacou a importância do evento no calendário acadêmico e o papel da instituição na formação dos jovens e do país.

- “A UFRJ - disse ele - é o lugar de lutarmos por nossos sonhos e está voltada, sobretudo, para a produção de arte, ciência, tecnologia e do estímulo ao pensamento crítico. Nós não estamos olhando para o mercado; precisamos de artistas, enfermeiros, médicos, filósofos etc. que possam produzir conhecimento para mudar a história.”

A pró-reitora de Extensão, Maria Malta, deu boas-vindas ao público e ressaltou que a UFRJ está de portas abertas. Para ela, “a UFRJ não é feita somente de salas de aula, mas também de construção e colaboração. Aqui é o espaço onde o saber se aprofunda, pois a informação é dada de maneira colaborativa. É o espaço onde se exercitam a democracia e a curiosidade.”

O projeto atendeu a expectativa de público, com mais de 70 estandes sobre os cursos oferecidos pela Universidade, com oficinas de Testes de Habilidades Específicas (THE), palestras, visitas guiadas e atividades artísticas na Tenda Cultural.