ccs-logo

UFRJ inaugura primeiro espectrômetro da América Latina

Foto: Jean Souza

UFRJ inaugura primeiro espectrometro da America Latina 1 2017

Na ordem: Mark Chaykovsky (representante da Bruker, fabricante do equipamento), Adalberto Vieyra (diretor do Cenabio), Denise Nascimento (vice-reitora da UFRJ), Andrew Macrae (coordenador Relações internacionais do CCS/UFRJ), Jerson Lima (professor da UFRJ e diretor científico da Faperj)

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) inaugurou nesta sexta (12/5) o primeiro espectrômetro de ressonância magnética nuclear (RMN) de 900MHz da América Latina. O equipamento poderá reduzir pela metade os processos que duravam até um ano, nas pesquisas sobre câncer, Alzheimer e Parkinson, entre outras, além de permitir pesquisas inéditas nestes temas.

O espectrômetro também qualificará os estudos sobre dengue, zika, febre amarela e chicungunha, beneficiando uma rede de aproximadamente 400 pesquisadores do Brasil e América Latina. Antes, era necessário ir à Europa ou aos EUA para usar a tecnologia.

Organizado pelo Centro Nacional de Biologia Estrutural e Bioimagem (Cenabio-UFRJ) e pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (Inbeb), o evento aconteceu pela manhã, no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ.

O diretor do Cenabio, professor Adalberto Vieyra, falou das iniciativas do centro em quase duas décadas de atuação. “A palavra mais proeminente hoje em pesquisa é inovação. Nós acreditamos na pesquisa básica, na pesquisa fundamental”, disse.

“Que as fundações de apoio à pesquisa possam trazer linhas de investimentos, para que o Cenabio continue na perspectiva de incorporar novas tecnologias, promovendo o desenvolvimento acadêmico da nossa universidade”, disse Denise Nascimento, vice-reitora da UFRJ. Ela também destacou as novas perspectivas de avanços na prevenção e tratamento de doenças como dengue e chicungunha.

O evento contou com homenagens ao professor Mario Alberto Cardoso da Silva Neto, que participou ativamente do projeto e faleceu na quinta-feira (11/5).

Também participaram da mesa de abertura (foto) Mark Chaykovsky, representante da Bruker, fabricante do equipamento, Andrew Macrae, coordenador de assuntos internacionais do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ e Jerson Lima, professor do Instituto de Bioquímica Médica (IBqM) da UFRJ e diretor científico da Faperj.

Pesando cerca de cinco toneladas, o equipamento foi adquirido com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTIC), com contrapartidas da UFRJ e do Inbeb.

Foto: Diogo Vasconcellos (CoordCOM/UFRJ)

UFRJ inaugura primeiro espectrometro da America Latina 2 2017

De alta sensibilidade e força magnética, o equipamento permite obter melhores imagens de estruturas moleculares

Técnica permite estudo de moléculas em condições próximas às fisiológicas

Amplamente usada na área de biologia, química, física e medicina, a espectrometria de ressonância magnética nuclear possibilita a determinação da estrutura de moléculas em solução, desde metabólitos a moléculas maiores, como proteínas, carboidratos e ácidos nucléicos.

O novo espectrômetro, por possuir campo magnético mais forte que os demais em funcionamento no Centro, permite a obtenção de um espectro mais delimitado de estruturas moleculares e, consequentemente, a visualização e interpretação de estruturas mais complexas.

A técnica, que permite o estudo de moléculas em condições próximas às fisiológicas, rendeu um Nobel em Química (2002) ao professor Kurt Wüthrich, pesquisador visitante especial da UFRJ e do Inbeb, e permite compreender melhor funções e atividades de macromoléculas, assim como o entendimento de patologias e possível desenvolvimento de terapias. (Jean Souza - Assessoria de Imprensa UFRJ E Gabriela Reznik - Assessoria de Comunicação do Inbed).

XXI BioSemana UFRJ

XXI BioSemana UFRJ 2017

De 15/5 a 19/5, das 8 às 20:30h, no Centro de Ciências da Saúde (CCS) será realizada a XXI BioSemana de Biologia da UFRJ. Trata-se de evento acadêmico que reúne anualmente alunos de graduação e pós-graduação do curso de Ciências Biológicas, além de estudantes do ensino médio interessados por Biologia e alunos de outros cursos. A semana consiste em cinco dias de troca de conhecimentos e experiências nas áreas acadêmico-científica, educacional e de extensão, através de metodologias diversificadas e desenvolvidas pelos próprios alunos.​

As principais atividades estão concentradas em palestras, minicursos e mesas-redondas. Além disso, os mais variados temas são apresentados e discutidos através dos BioDrops e apresentados por alunos na Sessão de Painéis. O Espaço BioDivulga é destinado à divulgação de ONGs e outras empresas. Tem o “Profissão Biólogo”, onde ex-alunos do IB/UFRJ que se especializaram em diferentes áreas falam um pouco delas e, assim, mostram o quão amplo é o mercado de trabalho para o biólogo. Ainda tem as oficinas, que englobam atividades de todos os tipos como dança, música, fotografia, animais, etc.

Informações pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Tabagismo: Informação e Orientação para pesquisas

Tabagismo - Informacao e Orientacao para pesquisas 2017

Em parceria com o Instituto Nacional do Câncer - INCA, o projeto "Biblioteca Central do CCS nas Estações" promoverá a sua campanha de 2017 de combate ao tabagismo trazendo, além de materiais e depoimentos de cunho informativo, uma oficina sobre estratégias de busca, focada nessa temática. O evento se realizará dia 31/5, das 10 às 15 horas, no hall de entrada da Biblioteca do CCS, no Prédio do CCS, na Av. Carlos Chagas Filho, 373, Bloco L, na Cidade Universitária. Maiores informações poderão ser obtidas através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Eleições no CCS

Eleicoes Conselho de Coordenacao do CCS 2017

Eleições para escolha de um representante e um suplente de professor adjunto e ainda de um suplente de professor associado. Inscrições dos candidatos de 15 a 19 de maio de 2017, no Bloco K- 2º andar, sala K-020, na Decania do CCS. A eleição será nos dias 29, 30 e 31 de maio, das 9 às 16 horas, nas unidades acadêmicas, em locais a serem determinados pela direção de cada Unidade e previamente divulgados pela direção para conhecimento da comunidade votante. Os professores eleitos terão seus mandatos complementares iniciados imediatamente após a homologação do resultado da eleição pelo Colegiado e o término do seu mandato em dezembro de 2018, ou até que sejam providenciadas novas eleições, após o início da gestão do Decano eleito para o período de 2018 a 2022. Serão eleitos nas categorias docentes:  uma chapa CATEGORIA Professor ADJUNTO constituída por um representante e um suplente e um suplente da CATEGORIA Professor ASSOCIADO. As normas eleitorais em anexo.

Nota de Pesar do Professor Mário Alberto Cardoso da Silva Neto

Nota de Pesar do Professor Mario Alberto Cardoso da Silva Neto 2017

A direção e o corpo social da Decania do Centro de Ciências da Saúde expressam profundo pesar e manifestam votos de condolências à família do professor Mário Alberto Cardoso da Silva Neto pelo falecimento dele, ocorrido nesta quinta-feira, 11/5. O velório às 8h e o sepultamento às 11h, serão sexta-feira, 12/5, no cemitério São Francisco Xavier.

Mário Alberto era professor associado do Instituto de Bioquímica Médica - IBqM/UFRJ, unidade acadêmica do CCS. Foi chefe do Laboratório de Sinalização Celular, diretor do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis (2011-2014) e integrante do Conselho de Ensino para Graduados - CEPEG.

Foi Pesquisador 2 do CNPq desde 2003. Publicou 53 trabalhos científicos completos em periódicos de circulação internacional; cinco Capítulos de Livro e foi um dos editores do Livro Tópicos Avançados em Entomologia Molecular do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Entomologia Molecular (INCT-EM). Orientou 14 Teses de Mestrado e 08 de Doutorado, alem de seis Pós-Doutores.

Era, desde 2007, Bolsista do Programa Cientista do Estado do Rio de Janeiro da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ. Ele realizou estágios de Pós-Doutoramento no Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ (1997) e no National Institutes of Health, Bethesda, USA (2000-2001). Recebeu o Prêmio Antônio Luís Vianna concedido pela FUJB/UFRJ (1999), o Prêmio Jovem Cientista do Estado do Rio de Janeiro concedido pela FAPERJ (2000) e o Prêmio Gorgas da American Society of Tropical Medicine and Hygiene (2001).

Mário Alberto concluiu o Doutorado em 1996 no antigo Departamento de Bioquímica Medica, atualmente Instituto de Bioquímica Medica Leopoldo de Meis, onde ocupava o cargo de professor desde 1997. Seu grupo de trabalho se dedicava à identificação de novos imunomoduladores da transmissão de doenças por organismos hematófagos. O grupo tem trabalhado, em especial, com as rotas de sinalização celular relacionadas a transmissão da doença de Chagas e da dengue, usando técnicas de Bioquímica, Biologia Molecular e Transcriptomica.

Alem disso, o grupo desenvolve varias atividades de extensão destinadas a identificação de novos talentos em Ciência através do ensino e propagação da Bioquímica e da Entomologia Molecular em conjunto com a Escola Municipal Anísio Teixeira. Nesse contexto, o grupo produziu uma revista em quadrinhos sobre o centenário da Doença de Chagas em 2009, uma cartilha digital sobre a Bioquímica e Imunidade do Aedes aegypti, alem de, ministrar nos últimos 10 anos, 20 cursos de Férias sobre Entomologia Molecular para alunos e professores de escolas da rede publica do estado do Rio de Janeiro.